Posts tagged ‘retro’

Estilo Retrô: Jackie O

Jackeline Bouvier Kennedy Onassis (ufa!) foi uma das primeira-damas mais famosas do Estados Unidos, reconhecida por seu estilo e elegância.

Nascida em uma família rica e aristocrática, Jackie se casou com John F. Kennedy em 1953, começando a partir daí sua fama. Dizem que o casamento aconteceu basicamente porque Jackie acrescentava sofisticação e tradição à imagem do futuro presidente, e que, sem ela, ele nunca teria sido  eleito. Tirando essas fofoquinhas presidenciais, Jackie ficou famosa de fato por suas roupas.

Durante todo o tempo que JFK esteve na presidência, Jackie representava o que existia de mais elegante na moda da época e lançou várias tendências entre as mulheres americanas. Chapéus, luvas brancas, pérolas e sapatos de salto baixo eram constantes em seus looks.

Jackie sabia o que lhe caia bem e não pensava em duas vezes na hora de repetir um modelo que tinha ficado bom, e isso ficava claro em seus looks de festa. Os estilistas preferidos dela eram Valentino e Givenchy, mas, por ser mulher do presidente dos EUA e tal, ela não podia usar só roupas de estrangeiros, né? Então seu guarda-roupa oficial passou a ficar nas mãos de Oleg Cassini, um parisiense radicado nos Estados Unidos.

A tendência mais conhecida é, sem dúvida, os óculos. Foi Jackie que popularizou e tornou chic os óculos gigantes, tapando metade do rosto. Esse modelo de óculos foi escolhido a dedo por ela para disfarçar imperfeições – assim como o cabelo penteado para cima e para trás (valorizando a testa pequena), as luvas brancas (para suavizar as mãos pouco femininas) e as sapatilhas (que disfarçavam o pesão nº 40 de Jackie).

Uma tendência que Jackie também lançou mas que pouca gente conhece é o chapéu pillbox, que tem esse nome por, bem, se parecer com uma caixa de pílulas gigante. Ela geralmente combinava os chapéus com a cor da roupa.

Depois da morte de Kennedy, Jackie se casou com o milionário grego Aristóteles Onassis (o avô da Atina, sabe?) e é do sobrenome dele que vem o “O” que o pessoal usa para chamá-la.

Jackie morreu em 1994 de câncer linfático, mas seu estilo continua vivo até hoje. Michelle Obama é frenquentemente comparada a ela (por seu bom gosto e elegância) e a mídia americana inclusive tem a chamado de Michelle O.  A primeira-dama francesa, Carla Bruni, também tem sido comparada com ela pelo mesmo motivo.

Essa semana, a Katie Holmes foi fotografada no set de filmagem de The Kennedys, uma minissérie do History Channel (meu canal favorito hihihi). Parece que a Rachel Weiz também vai interpretá-la em um filme, mas não sairam muitos detalhes ainda.

Anúncios

19/07/2010 at 10:10 pm 1 comentário

Estilo Retrô: Twiggy

Nascida Leslie Hornby, Twiggy foi a Gisele dos anos 60! Ela começou a fotografar com 16 anos, e sua carreira foi super curta: em 1970, após apenas quatro anos como modelo, Twiggy já se aposentava. Apesar disso, esse tempo foi suficiente para transformá-la no rosto da Swinging London. Com cabelos curtos, olhos enormes e um ar de boneca, Twiggy foi certamente uma das figuras mais marcantes dos anos 60!

Ela foi a primeira super-model a ficar mundialmente famosa. Como coloca Charlotte Seeling no livro Moda: O Século dos Estilistas:

Twiggy, cujo nome significa ‘graveto’, foi a primeira modelo a se tornar um ídolo de massa. Para qualquer lado que fosse, multidões a cercavam, como acontecia com os Beatles

Twiggy ficou tão famosa que chegou até a ter uma boneca com seu nome!

Twiggy não chegou a lançar nenhuma moda sozinha – ela era mais algo como a embaixadora do estilo dos anos 60.  Isso incluía muitas minissaias, olhos bem delineados, etc etc etc.

Depois de se aposentar como modelo, Twiggy saiu atirando para todos os lados – fez musicais, gravou CDs, foi apresentadora de programas, fez alguns filmes…

O importante da Twiggy é que se estilo continua moderno até hoje! O lápis branco na parte de baixo do olho, último grito em beauté, já era usado por ela lá em 1966!

No início desse ano, havia uma exposição em homenagem a ela na National Portrait Gallery de Londres. Eu cheguei a ver – é bem interessante! Só me arrependo amargamente de não ter comprado o livro da exposição para trazer kkkkk

12/07/2010 at 9:55 pm 1 comentário

Estilo Retrô: Grace Kelly

Filha de um milionário,estrela de cinema, princesa – essa era Grace Kelly.

Vinda de uma familia famosa por ser extremamente bitolada – o pai dela era um exemplo de self made man, um ex-campeão olímpico que depois se tornou empresário e a mãe, uma professora de Educação Física (que, aparentemente, mantinha a geladeira de casa trancada com um cadeado), Grace saiu de um carreira de modelo para ser uma das atrizes mais famosas da história do cinema em apenas 4 anos.

Grace com seus irmãos

Sim, a carreira dela foi super curtíssima – só 4 anos. Mas foram quatro anos bem aproveitados, porque deu tempo para ela virar musa do Hitchcock, ter casos tórridos com colegas de elenco (sério, diziam que ela era super namoradeira e que seus casos eram mais quentes que os da Marilyn) e ganhar um Oscar.

A carreira acabou quando ela casou com o príncipe Rainier de Mônaco. Grace era tudo que ele precisava da época: um útero, afinal, um príncipe precisa de herdeiros, e representava o glamour que Mônaco tinha perdido. O casamento deles foi o primeiro casamento televisionado do mundo!

No quesito moda, Grace, fã confessa de Mounsier Dior, era a embaixadora do New Look, com muitas cinturas estreitas e saias mais abertas. Seus looks eram complementados com acessórios – principalmente os chapéus, os óculos escuros (ela foi a primeira celebrity a ser reconhecida por ter uma coleção deles) e as luvas brancas, além, é claro, da bolsa Hermès.

A famosa bolsa Kelly, da Hermés, foi nomeada assim em homenagem à ela, que amava esse modelo. Rumor has it que foi com essa bolsa que ela escondeu a gravidez da primeira filha dos paparazzi.

Grace morreu em 1982 em um acidente de carro – ironicamente, na mesma estrada na qual ela aparece dirigindo em Ladrão de Casaca, um dos seus filmes com Hitchcok.  Seu estilo, entretanto, é eterno.

Saiba mais:
Grace Kelly para todos – Lilian Pacce

28/06/2010 at 8:06 pm Deixe um comentário

Estilo Retrô: Janis Joplin

E como a moda não é feita só de atrizes, o Estilo Retrô de hoje traz uma cantora!

No quesito fashion, Janis Joplin era tipo a Carrie Bradshaw dos anos 70, andando por New York de cabelão e roupas malucas kkkk Ok, é brincadeira.

Janis foi a primeira rockstar mulher e inventou seu próprio estilo. Ela era mestre em misturar peças, rondando os brechós e os guarda-roupas de amigos atrás de peças únicas antes que todo mundo começasse a fazer isso.

Ela customizava as próprias roupas com bordados e pedrarias, usava botas cowboy com saias boho, misturava couro com tie-dye e se enchia de acessórios (ouvi dizer que era porque ela amava o som das bijuterias chacoalhando). O estilo Janis sobrevive até hoje, e, para mim, a maior embaixadora atualmente é a Nicole Richie.

Apesar de ter sido ótima cantora e tal, Janis também era viciada em crack drogas pesadas, e acabou morrendo bem nova, de overdose de heroína.

Mas, como eu disse, seu estilo e suas músicas permanecem até hoje!

14/06/2010 at 1:22 pm Deixe um comentário

Estilo Retrô: Ali MacGraw

Ali MacGraw foi a grande precursora do estilo preppy, ressuscitado por Blair Waldorf a pouco tempo, principalmente por causa do seu figurino em Love Story, seu filme mais famoso.

Love Story, aliás, é um filme sensacional. É como Um Amor Para Recordar, só que a história é mais real, os diálogos são mais divertidos e os atores são mais talentosos e… bem, mais bem vestidos.

Vale a pena prestar atenção nos casacos e nos blusões de lã, além dos conjuntinhos cachecol + touca de lã que Ali usa no filme.

Ela chegou a ser tão famosa nos anos 70 que a Chanel a escolheu para ser o rosto do perfume Chanel Nº5 em 1971!

A carreira dela, no entanto, não durou muito. Ali saiu no auge da fama, trocando Hollywood pelo segundo marido, Steve McQueen, e os filhos. Apesar disso, ela foi um maiores ícones de estilo da sua época (como a Chanel comprovou) e suas roupas até hoje exercem influência!

Eu pessoalmente adoro o estilo dela. Acho super fácil de montar e super fácil de manter – é uma coisa gentchy como a gentchy, sabe? As roupas dela são atemporais e não tem muita montação – o que é excelente para quem, como eu, vive correndo para cima e para baixo e não quer uma roupa que atrapalhe.  Ali MacGraw super é meu ícone de estilo pessoal (:

01/06/2010 at 9:28 pm Deixe um comentário

Estilo Retrô: Ava Gardner

O Estilo Retrô de hoje é dedicado à nossa amiga J.Lo. Esperamos que essa diva possa lhe trazer a inspiração necessária para parar de usar looks toscos em festas de gala.

Ava Lavinia Gardner nasceu nos Estados Unidos, em 1922. Era conhecida como uma das maiores “love goddesses” da época de ouro do cinema americano – de fato, a revista Empire a escolheu como uma das 100 mais sexy da história do cinema.

Avinha não é exatamente grande como ícone estético – sua fama vem mais do fato dela ser absolutamente deslumbrante.  Ela nunca, mas nunca, permitiu que ser filmada feia ou desglamourizada (essa é uma filosofia de vida com a qual eu concordo muito, btw).  Aliás, seus figurinos tendiam a incluir vários vestidos de noite maravilhosos, luvas até os cotovelos, rendas e muuuuitas jóias.

Ava fazia o tipo sensual-com-elegância.  Suas roupas procuravam explorar suas curvas, e ela adorava vestidos do tipo tomara-que-caia e com decotes. Ao contrário da nossa amiga J.Lo, no entanto, Avinha sabia quando parar e nunca perdia a pose.

Ela teve também vários casamentos famosos, e o mais célebre de todos foi com Frank Sinatra – eles eram tipo o casal Brangelina da época (só que  sem os 3647 filhos)

Seus filmes de destaque são Mogambo (que ela fez com a Grace Kelly), One Touch of Venus e The KillersAvinha morreu em 1990, em Londres, e para sempre será lembrada, como o poeta francês Jean Cocteau a definiu, como “o mais belo animal do mundo” (por causa do seu olhar felino e tal).

Saiba mais:

24/05/2010 at 7:22 pm Deixe um comentário

Estilo Retrô: Ingrid Bergman

Nossa musa de hoje é a considerada a quarta maior atriz de todos os tempos pelo American Film Institute, e fez vários filmes (chegando até a ganhar 4 Oscars) mas todo mundo a conhece pelo clássico Casablanca!

Ingrid Bergman nasceu em Estocolmo, e é a primeira da fase “loiras geladas” de Hollywood – mulheres de beleza glacial, cujo ícone será Grace Kelly. Tanto Grace como Gri são mulheres extremamente femininas, mas sem ser vulgares. Ou seja, sem mostras as pernas ou as peitcholas (beeem diferente das divas de hoje em dia, né?)

O que chama mais a atenção no visual de Casablanca é sem dúvida o trench coat, que agora voltou a ser in. A pegadinha que só quem assiste o filme nota é que em nenhum momento Ingrid usa um trench – quem utiliza é o Humphrey Bogart.

É claro que a carreira de Gri não pode ser restrita a Casablanca. Lá pelas tantas, ela se apaixonou por um cineasta italiano e largou marido e filha nos Estados Unidos para ir fazer filmes com ele na Itália.  Dessa união, resultaram vários filmes neo-realistas que não fizeram sucesso  e dois filhos (um deles é a atriz Isabella Rosellini, famosa nos anos 90).

Depois, Gri se cansou e voltou para Hollywood, onde filmou Anastacia – um filme que conta a história da princesa Romanov perdida e que depois seria a base para aquele desenho da Disney que todos nós adoramos! E  quando eu digo base, é base mesmo – até mesmo os figurinos do desenho são inspirados naqueles que Gri usou nesse filme. E não podemos esquecer os filmes que ela fez com Hitchcock – o mais famoso deles é Interlúdio.

Gri morreu de câncer em 1982.

Saiba mais:

17/05/2010 at 8:39 pm 2 comentários

Posts antigos


As Seguidoras

Maria Fernanda tem 18 anos, muitos muitos livros e um fraco por bolsas. É de Escorpião, estuda Relações Internacionais na ESPM e adoraria morar em Londres. Costumava ver My Fair Lady e Guerra e Paz em vez de filmes infantis quando era criança. Seus únicos vícios são o Twitter e os cafés vanilla da Nestlé.

Gabrielle tem 18 anos, é do signo de Leão e estuda Jornalismo na PUC-RS. É fã de F.R.I.E.N.D.S, The O.C. e Sex and The City e sua vizinhança perfeita seria uma Livraria Saraiva e um Starbucks. Tem uma cachorrinha chamada Duda e adoraria morar em New York.

Bloglovin’

bloglovin