Archive for maio, 2010

Diane Kruger tá com tudo!

Não é verdade que desde Bastardos Inglórios só se fala dela? Essa atriz alemã que já foi a Helena de Tróia (alguém ainda lembra disso? Eu não lembrava) teve aquele empurrãozinho amygho depois de fazer parte do elenco do super comentado filme de Quentin Tarantino. Eu acho ótimo, Diane Kruger é talentosa, linda e o principal, inteligente. Artigo de luxo em Hollywood! A novidade da moça é que agora ela é também embaixadora da L’Oréal Paris e saiu até na Elle francesa de maio contando suas dicas de beleza. Très chic! Realmente não tem pra ninguém quando ela resolve colocar seus Christian Louboutin nos red carpets mundo afora.   Mas o que faz de Diane nossa nova musa e quase unanimidade no quesito estilo?Veremos:

Ela está sempre impecável! Mesmo naquele look duvidoso do Oscar esse ano, é impossível achar que Diane está feia. Com longo ou sem longo, ela não erra nunca! Ela é meiga sem parecer que tem 7 anos e sexy sem ser vulgar. 

Eu adoro fotos de celebs na vida real. Pra mim é a hora da verdade e mesmo com a juda de stylits (que nós sabemos que muitas atrizes têm!), algumas ainda conseguem escorregar na banana. Não é esse o caso, pois Diane tem um estilo bem pessoal e mesmo não estando toda “montada” ela continua estilosa. É bem fácil pra se inpirar né, um chapéuzinho, aquele cardigã que todo mundo tem no armário e rasteinhas variadas! Ela também usa bastante cores neutras, às vezes com algum detalhe que tem estampa.

Agora, ela não foi escolhida como embaixadora da L’Oréal à toa! É na hora da maquigem/cabelo que Diane Kruger mais nos inspira! Ela sempre aparece com coisinhas diferentes tipo grampo ou tiaras combinados com penteados retrô e de preferência um batom vermelho ou cor de boca! Bem cara de antiguinho mesmo!  

Diane Kruger: humilhando azcoléga no red capert!

31/05/2010 at 2:31 am Deixe um comentário

The Carrie Diaries

Se você ficou meio órfão agora que Sex and the City 2 foi lançado, não se desespere!

Candace Bushnell (sou só eu ou vocês também acham uma coincidência tremenda o nome da autora ter as mesmas inicias do da Carrie?) resolveu esse problema para nós lançando The Carrie Diaries (ou Os Diários de Carrie, na versão em português recém-lançada pela Galera Record).

O livro é a história de Carrie antes de Sex and The City, como diz a capa. Ela ainda está no colégio, mora em uma cidade pequena e tem que lidar com suas duas irmãs, suas amigas e, é claro, seus amores (porque Carrie sem confusão amorosa não seria Carrie).

A Carrie dos anos 80 já apresenta traços da futura Carrie de Sex and the City: ambas são cool, saem muito, fumam e já são fashionistas. Só que não tem Miranda, Charlotte e Samantha; e comparadas à elas, as amigas que Carrie tinha no colégio são meio chatinhas.

Mas o livro em si é muito legal! A leitura prende mesmo, a ponto de conseguir distrair a gente até na pior das situações (no meu caso, foi esperar as outras pessoas fazerem a prova prática da auto-escola antes de mim). A autora disse em entrevista ao Chicago Sun Times que tinha um público mais adolescente em mente quando escreveu o livro, mas o livro acabou atingindo um público bem mais amplo, chegando até a ser indicado pela Oprah como um bom presente de Dia das Mães.

Seja você fã da série ou não, é uma leitura super recomendada!

29/05/2010 at 9:19 pm 2 comentários

Estilo: Anna Wintour

Anninha Wintour, como vocês já sabem, é a toda poderosa editora da Vogue América. O que vocês não sabiam, no entanto, é que o primeiro nome dela não é Anna, mas Editrix (seus pais eram da Escola J.K. Rowling de Dar Nomes). O pai dela era editor do Evening Standard, aquele jornal que hoje dão de graça no final da tarde para a gente ler no metrô em Londres (é um jornal bem bom, por sinal, eu lia sempre, quando estive lá).

Anna começou a trabalhar com moda mesmo em New York (embora já tivesse tido alguns empregos relacionados quando ainda morava em Londres, mas nada de expressão). Ela trabalhou na Harper’s Bazaar (de onde foi despedida em menos de um ano), na revista Savvy, na New York Magazine, e, é claro, na Vogue.

Nos looks dela, vestidos secos são uma constante. E nem as cores variam muito – Anninha prefere os tons neutros e as cores sóbrias. Para não ficar com o guarda-roupa muito igual, ela se joga nas estampas e nas texturas.

Anninha também toca o terror nos ambientalistas, usando peles com freqüência. Dizem que ela é a nº 1 na lista negra do PETA. A mulher tem todas as variantes possíveis!

Outra signature piece dela são os colares de pedrarias – ela tem vários!

Eu acho o estilo dela bem interessante (tirando as peles, porque eu tenho pena dos animaizinhos). Quero dizer, é apropriado para a idade dela, e, mesmo quando ela faz aquele crash maluco de estampas, a coisa toda ainda é bem discreta e chique ao mesmo tempo. Anninha claramente encontrou um look atemporal que a favorece, cheio de signature pieces, o que é bem coerente com o papel dela na Moda. Espero ser que nem ela quando ficar velha!



Ps: uma dica preciosa que Anna usa e eu só me dei conta agora: sapatos sem tira no tornozelo. Ela usa direto e isso é super legal para alongar as pernas. Ficaadika!

26/05/2010 at 3:30 pm Deixe um comentário

A sua voz continua a mesma…

… mas os seus cabelos… quanta diferença!

Pois é pessoal, aí que esconderam, esconderam e esconderam, mas não adiantou! Vazaram umas fotéénhos da galera de Harry Potter gravando aquele final Pícara Sonhadora do último e derradeiro livro da saga. Se você já achou aquilo tudo um desastre, fica calmo, senta, respira, e pensa que nada está tão ruim que não possa piorar. Olha isso:

Gente, nem Dercy Gonçalves e Oscar Niemeyer JUNTOS aparentam tanta velhice assim! Tudo bem que eles têm que somar uns dez anos no pessoal, mas não precisa forçar tanto né! Já deu pra entender que eles não são mais teenagers. Pobre DanRad e Bonnie Wright, olha a cara de animação deles!

Aguardando ansiosamente pra saber no que vão transformar nosso cute couple Hermione Granger e Ron Weasley (NOT!).

Fotos: http://www.snitchseeker.com/

25/05/2010 at 1:23 am 1 comentário

Estilo Retrô: Ava Gardner

O Estilo Retrô de hoje é dedicado à nossa amiga J.Lo. Esperamos que essa diva possa lhe trazer a inspiração necessária para parar de usar looks toscos em festas de gala.

Ava Lavinia Gardner nasceu nos Estados Unidos, em 1922. Era conhecida como uma das maiores “love goddesses” da época de ouro do cinema americano – de fato, a revista Empire a escolheu como uma das 100 mais sexy da história do cinema.

Avinha não é exatamente grande como ícone estético – sua fama vem mais do fato dela ser absolutamente deslumbrante.  Ela nunca, mas nunca, permitiu que ser filmada feia ou desglamourizada (essa é uma filosofia de vida com a qual eu concordo muito, btw).  Aliás, seus figurinos tendiam a incluir vários vestidos de noite maravilhosos, luvas até os cotovelos, rendas e muuuuitas jóias.

Ava fazia o tipo sensual-com-elegância.  Suas roupas procuravam explorar suas curvas, e ela adorava vestidos do tipo tomara-que-caia e com decotes. Ao contrário da nossa amiga J.Lo, no entanto, Avinha sabia quando parar e nunca perdia a pose.

Ela teve também vários casamentos famosos, e o mais célebre de todos foi com Frank Sinatra – eles eram tipo o casal Brangelina da época (só que  sem os 3647 filhos)

Seus filmes de destaque são Mogambo (que ela fez com a Grace Kelly), One Touch of Venus e The KillersAvinha morreu em 1990, em Londres, e para sempre será lembrada, como o poeta francês Jean Cocteau a definiu, como “o mais belo animal do mundo” (por causa do seu olhar felino e tal).

Saiba mais:

24/05/2010 at 7:22 pm Deixe um comentário

Good Times Have Never Seemed So Good

Olha que coisa gatha esse ensaio do Mark Salling (a.k.a. Puck de Glee) para a revista GQ!!!

Sério, me pergunto quem foi o stylist bagaceiro que permitiu essa toca azul mendigo pride e essa pose de cuisses de grenouilles da moça. Tudo bem que o moço é gatho, mas há um limite.

Muah pra você também, Puck!

Para ver/ler ouvindo:

http://www.4shared.com/audio/pBIBzenc/Sweet_Caroline_-_Mark_Salling.html

21/05/2010 at 7:32 pm 1 comentário

Celebutantes

Celebutantes é um livro escrito por Amanda Goldberg, filha de um produtor de filmes em Hollywood (como Dormindo com o inimigo e As Panteras) e Ruthanna Khalighi Hopper, filha dos atores Dennis Hopper e Daria Halprin. Como é um livro que se passa durante a semana que antecede o maior prêmio do cinema mundial, o Oscar, faz sentido que as escritoras conheçam bem o backstage do negócio!

A história começa pelo fim, mais precisamenete 1 hora 22 minutos e 17 segundos depois da entrega da estatueta de Melhor Filme do Ano. O começo é bem confuso, e eu fiquei meio: “o que tá acontecendo nessa história? Quem são essas pessoas?”. Tem um ritmo bem acelerado. Depois, quando voltamos no tempo uma semana, tudo começa a se explicar e fazer sentido. Lola é filha de um diretor super famoso em Hollywood que está concorrendo ao Oscar naquele ano, e vê nisso a oporunidade de ouro pra tirar seu nome que ficou algum tempo na lama. Lola meio que sem querer atuou em um dos filmes do Pai, e ele foi um fracasso de crítica e bilheteria. Nele ela conheceu SMITH, que era seu par romântico no filme, e parecia lindo, perfeito e apaixonado. Na vida real SMITH é egoísta e egocêntrico (como ela deixa bem claro que são TODOS os atores), mas mesmo assim Lola nutre uma paixão irresistível por ele. Na verdade, ela é uma atorholic, ou seja, não pode ver uma ator pela frente!

O seu trabalho é ajudar o Melhor Amigo Gay, o estilista Julian Tennant, a vestir alguma atriz para o famoso tapete vermelho! A melhor parte do livro com certeza é com Olivia, uma atriz que simplesmente PRECISA  usar “Julian”, ou ninguém usará e toda sua carreira promissora como estilista irá por água abaixo. Acontece que ela é completamente louca, obcecada pela aparência e tem uma corja de bajuladores. Olivia também só se refere a ela mesma na terceira pessoa (hilário!). Cabe aos leitores acompanhar a trajetória de Lola, que com a ajuda de sua Melhor Amiga em Todo o Mundo, Kate, e sua Melhor Amiga Atriz, Cricket, tenta sobreviver à infernal e tão esperada… Semana do Oscar. Dá muita pena da Lola, ela sofre muuito no meio de tantos famosos malucos e a gente torçe desesperadamente pra que ela consiga alguém para vestir “Julian”. Vale lembrar que o livro é cheeio de comentários ácidos sobre os atores e a vida em Hollywood em geral. A futilidade e superficialidade em  que o povo ricoefamoso vive. Eu sei que é ficção, mas as autoras devem ter usado alguma inspiração da vida real né! No fim o livro é até legal, típico livro-de-fim-de-semana!  

20/05/2010 at 1:25 am Deixe um comentário

Posts antigos


As Seguidoras

Maria Fernanda tem 18 anos, muitos muitos livros e um fraco por bolsas. É de Escorpião, estuda Relações Internacionais na ESPM e adoraria morar em Londres. Costumava ver My Fair Lady e Guerra e Paz em vez de filmes infantis quando era criança. Seus únicos vícios são o Twitter e os cafés vanilla da Nestlé.

Gabrielle tem 18 anos, é do signo de Leão e estuda Jornalismo na PUC-RS. É fã de F.R.I.E.N.D.S, The O.C. e Sex and The City e sua vizinhança perfeita seria uma Livraria Saraiva e um Starbucks. Tem uma cachorrinha chamada Duda e adoraria morar em New York.

Bloglovin’

bloglovin